Escolha uma Página

Aprenda o que é Informe de Rendimentos e quem é obrigado a emitir!

O informe de rendimentos é um documento emitido por empresas, bancos e instituições financeiras que contém um resumo de todos os rendimentos pagos ao longo do ano para o qual o imposto de renda está sendo declarado

Nos informes que são entregues aos empregados pelo empregador, estarão incluídos todos os valores pagos ao trabalhador, inclusos aqui deduções realizadas  e impostos que foram retidos no ano anterior. É um documento indispensável para o governo saiba exatamente o que você ganhou como salário ou rendimentos em geral.

 

Empregador

A empresa na qual o contribuinte trabalha ou para a qual prestou serviços, mesmo como autônomo, deve entregar o informe contendo o total dos rendimentos tributáveis (salários, por exemplo), o desconto do INSS e os rendimentos tributáveis exclusivamente na fonte (13º salário).

Modalidades de empresas obrigadas a entregar o Informe de Rendimentos:

Empresas do Simples Nacional
Lucro presumido ou Real

Empresas EIRELI
e empresas Limitadas

Empresas Prestadoras de Serviços, Comercio ou empresas Digitais
Se for o caso, serão informados também o valor do imposto de renda já retido na fonte, os rendimentos isentos (como a venda das férias), eventuais contribuições para planos de previdência oferecidos como benefício e despesas com plano de saúde ou odontológico coletivo.

Mesmo que você seja o dono ou sócio do negócio, a empresa deve fornecer o informe de rendimentos. Caso você não o receba por qualquer motivo, entre em contato com o departamento de Recursos Humanos. Em muitas companhias é possível recebê-lo por meios eletrônicos.

Se você prestou um serviço eventual para uma empresa ou desligou-se dela no ano passado, pode até ser que ela mande o informe pelo correio, mas se ela não tiver os contatos do contribuinte é provável que ela não o faça. Nesse caso, é melhor entrar em contato e solicitar.

OMEI não é obrigado, portanto, a fazer a declaração do imposto de renda (pessoa física, que é diferente do DASN-SIMEI). Há casos, porém, que isso será compulsório, por exemplo, se ele receber mais de R$ 40 mil no período a ser tributado.

Multas e Consequências

Os informes que contiverem informações falsas ou equivocadas estão sujeitos a multas. Essas penalidades são bastante salgadas. Quando a mentira é sobre uma quantia a ser deduzida, por exemplo, a taxa de punição é de 300% (trezentos por cento) sobre o valor falsamente informado à Receita.

 

 

Erros mais comuns

  • omissões de segunda fonte, tais como honorários, aluguéis e palestras;
  • omissões de rendimentos de dependentes;
  • valor de imposto retido na fonte maior do que o que consta na declaração do empregador ou tomador de serviço;
  • dependentes que não se enquadram nas exigências;
  • despesas médicas falsas;
  • contribuições de empregadas domésticas não realizadas.
WhatsApp chat