Escolha uma Página

6 dicas praticas de como administrar uma pequena empresa

 

Toda empresa, grande ou pequena, sempre está preocupada com uma coisa – gerenciando dinheiro. A gestão financeira adequada é crucial para sobreviver a uma economia volátil e à competição da indústria. As pequenas empresas, especialmente, precisam ter cautela com suas decisões financeiras desde o início. É preciso mais do que apenas uma boa ideia para administrar um negócio. Todo negócio precisa de uma estrutura financeira que gere lucro para permanecer lucrativa. Os empresários precisam ser equipados com boas habilidades de gerenciamento de dinheiro para transformar seu empreendimento em uma história de sucesso.

Nem todos os empresários, no entanto, são adeptos do gerenciamento de finanças. Mas isso não significa que toda a esperança está perdida.

Aqui estão 6 dicas para administrar uma  pequena empresa.

  1. Eduque-se

Uma das primeiras coisas que você deve fazer é educar-se sobre os vários aspectos das finanças. Para iniciantes, saiba como ler as demonstrações financeiras (se você ainda não sabe como). Esta é uma declaração importante que diz tudo sobre o seu dinheiro – de onde se originou, quantas mãos mudou e onde está.

As demonstrações contábeis contêm 4 detalhes essenciais –
Demonstração do fluxo de caixa;
Demonstração do resultado;
Balanço patrimonial;
Demonstração do patrimônio líquido.
demonstração do fluxo de caixa analisa atividades operacionais, investimentos e entrada / saída financeira. O balanço fornece informações relacionadas aos ativos, passivos e patrimônio líquido da empresa. A demonstração do resultado reflete a receita obtida dentro de um período de tempo específico. O patrimônio líquido é o valor pelo qual a empresa é financiada através de ações ordinárias e preferenciais.

  1. Finanças pessoais e empresariais separadas

Mantenha sempre suas finanças pessoais e empresariais separadas. Isso implica obter um cartão de crédito comercial e colocar todas as despesas relacionadas nele. Isso deve ajudá-lo a rastrear seus desembolsos e mantê-lo no controle.

Você também fará bem em abrir uma conta de poupança dedicada ao seu negócio, onde você pode transferir uma certa quantia de dinheiro de cada pagamento que você recebe e, gradualmente, criar um corpus considerável. Você pode usar esse dinheiro para pagar impostos.

  1. Reduzir custos

É importante que os empresários permaneçam apertados para manter suas despesas sob controle sem prejudicar a satisfação do cliente. Isso, especialmente, é válido para pequenas empresas.

Todo negócio sofre 2 tipos de custos – fixos e variáveis. Enquanto os custos fixos devem ser suportados independentemente de sua empresa estar ganhando dinheiro ou não, há margem para economias em custos variáveis.

Por exemplo, em vez de comprar um software de caro, você pode trabalhar com software grátis, baseado em nuvem, de código aberto, o que é igualmente bom. Conduza chamadas on-line gratuitas, videoconferências em vez de percorrer distâncias perdidas. Você também pode tentar trocar seus serviços com outros profissionais e reduzir os custos. Saber escolher os melhores fornecedores também é uma excelente estratégia.

Atente também ao seu estoque e saiba controla-lo, “estoque parado é dinheiro parado” afirma Vinicius Contador responsável pela Conex Contabilidade online
Outra questão importante é estar alinhado com seu contador quanto ao regime tributário, saber qual o melhor regime tributário para sua empresa é primordial para pagar menos impostos.

  1. Invista no software de contabilidade baseado em nuvem

Embora você possa baixar o software de contabilidade regular para gerenciar suas finanças, nunca lhe dará o tipo de software de contabilidade baseado na nuvem.

O software baseado na Web fornece informações em tempo real, pois a maioria permite armazenar, atualizar, rastrear e acessar dados de qualquer lugar a qualquer momento. Se você está em casa, no escritório ou está viajando, você pode trabalhar convenientemente com seus dados de qualquer lugar que você quiser. É livre de erros, sem complicações e confiável.

  1. Monitorar e medir o desempenho

É crucial que você, como proprietário de uma empresa, controle o movimento do seu dinheiro, especialmente quando estão envolvidos grandes montantes. Continue olhando o desempenho financeiro da sua empresa em comparação com as demonstrações financeiras anteriores para projetar suas receitas, despesas e fluxo de caixa futuros.

Estar ciente desses aspectos o ajudará a tomar decisões informadas para o seu negócio.

  1. Contratar ajuda profissional

Todo mundo precisa de ajuda, especialmente um empresário em desenvolvimento interessado em fazer um enorme sucesso. Às vezes, vale a pena comprometer os serviços de um especialista, mesmo que seja a tempo parcial. Eles podem ajudá-lo a determinar onde sua empresa está, onde está dirigindo usando e analisando seus dados. Certifique-se de contratar alguém com quem você confia.

Quer se trate de planejamento tributário para o próximo exercício financeiro, ou pagamento para o ano atual, seus conhecimentos podem percorrer um longo caminho para guiá-lo e trazê-lo a paz de espírito.

Conclusão

Embora possuir e administrar seu próprio negócio pode ser emocionante, também pode ser prejudicial, especialmente quando se trata de lidar com as finanças de forma lucrativa. Não deixe sua empresa sofrer devido à má gestão do dinheiro. Mantenha as dicas acima em mente e dê a sua empresa um futuro brilhante.
A Conex conta com contadores preparados para a gestão do seu negócio, ensinando, treinando e gerenciando o dia a dia de suas finanças.

WhatsApp chat